Terça-feira, 28 de Abril de 2009

Para a realização da actividade laboratorial seguiu-se o protocolo experimental que fazia parte do CD-ROM que compunha o Kit.

 

 

Resultados obtidos para os Efeitos de Drogas no Ritmo Cardíaco da Dáfnia

 

Grupo
Grupo 1
Grupo 2
Grupo 3
Grupo 4
Grupo 5
Solução a testar
Nicotina
(cigarro 30%)
Álcool 5,6%
(cerveja)
Álcool 12%
(vinho)
Álcool 40%
(vodka)
Cafeína
(café 30%)
Média do Ritmo Cardíaco
CONTROLO
300
194
228
205
212
Prever o Efeito da Solução a testar (Legenda)
++
--
---
x
+
Média do Ritmo Cardíaco
SOLUÇÃO
378
158
138
24
248
Classificação da droga
Estimulante/Depressora
estimulante
depressor
depressor
depressor
estimulante

 

 

Registo de Valores Obtidos e Tratamento de Resultados

 

 
 
 
 
 
Solução Experimental (Droga)
Média do Ritmo Cardíaco (BPM) Controlo (Água)
 
Média do Ritmo Cardíaco (BPM) Solução Experimental (Droga)
Variação do Ritmo Cardíaco
 
% de Variação do Rítmo Cardíaco
 
A
B
C= B-A
D= [(B-A)/A]x100
Nicotina (cigarro 30%)
300
378
78
26
Álcool 5,6% (cerveja)
194
158
-36
-18,6
Álcool 12%(vinho)
228
138
-90
-39,5
Álcool 40%(vodka)
205
24
-181
-88,3
Cafeína (café 30%)
212
248
36
17

 

Após a análise destes resultados concluímos que a nicotina e a cafeína são drogas estimulantes porque a variação do ritmo cardíaco foi positiva, já o álcool é uma droga depressora pois a variação do ritmo cardíaco foi negativa. Este efeito é tanto mais acentuado quanto a percentagem de álcool pois a vodka (40%) provocou a paragem cardíaca da Daphnia.

 

http://www.visionarium.pt

http://projectodaphnia.0.blogs.sapo.pt/

Modelo Biológico para testar os efeitos das drogas no ritmo cardíaco - Manual do Kit
 

 

publicado por essmf-8b às 00:06

Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

Nós somos a turma do 8.º B da Escola Secundária /3 de Santa Maria da Feira e no nosso Projecto Curricular de Turma estamos a estudar os efeitos das drogas no ritmo cardíaco.

Para nos ajudar neste projecto baseamo-nos no "Projecto Daphnia" do Visionarium que consiste em analisar a nicotina, cafeina e álcool no modelo biológico Daphnia magna Straus.

Realizámos, para além da experiência descrita no Kit disponibilizado pelo Visionarium, pesquisa na internet sobre as substâncias analisadas na experiência.

 

Os Alunos do 8.º B da Escola Secundária /3 de Santa Maria da Feira

publicado por essmf-8b às 22:21


Malefícios:

Hoje em dia quase todos conhecemos os efeitos da cafeína, desde o aumento do ritmo cardíaco à diminuição do tempo de reacção a estímulos visuais e auditivos. Estudos comprovam que a cafeína é capaz de aumentar a performance dos indivíduos em tarefas manuais tais como conduzir, apesar de poder diminuir a performance em tarefas que envolvam coordenação muscular complexa. Deformações no feto, infertilidade, problemas cardíacos, são alguns dos diagnósticos associados ao consumo de cafeína em quantidades elevadas e por elevados períodos de tempo.
Os efeitos da cafeína variam de pessoa para pessoa, de acordo com o seu peso e com a regularidade com que ingerem cafeína .
A cafeína pode causar dependência, dores de cabeça, irritabilidade, cansaço e incapacidade de concentração são alguns dos sintomas provocados pela interrupção abrupta da ingestão de cafeína.
É comum que as mulheres grávidas sejam aconselhadas a reduzir ou cortar totalmente a ingestão de café durante a gravidez devido ao perigo de deformações fetais. Devido à impossibilidade de efectuar experiências com humanos, experiências com ratos permitiram estimar que apenas doses superiores a 70 chávenas por dia poderiam causar deformações.
Hoje em dia, algumas pessoas têm dificuldade em adormecer. Estudos efectuados revelam que para um adulto normal, não fumador, sem estar sobre o efeito de medicação, a ingestão de cafeína, 30 – 60 min antes de se deitar, pode provocar dificuldade em adormecer e insónias.

 

 
Benefícios :
 
A cafeína, para além de estimular as pessoas a exercitarem-se durante mais tempo, também promove uma maior perda de gordura. Os investigadores demonstraram que existem substâncias na cafeína que favorecem a libertação de gordura corporal para a corrente sanguínea durante a actividade física. . A cafeína também pode ajudar a prevenir o cansaço provocada pelo treino. A sensação de se estar desperto que se sente após tomar um café é devida aos efeitos estimulantes da cafeína, provocando o aumento da actividade dos neurónios no cérebro, que por sua vez estimula uma maior secreção de adrenalina.
 
Anita
Cátia
Catarina
Inês nº14
Nelson
Carlos nº6
 
8ºB
 

http://www1.ci.uc.pt/rnam/biohazard/001.htm

http://www.manz.pt/

 

publicado por essmf-8b às 00:14


 

 Além dos inúmeros acidentes de trânsito e da violência associada á embriaguez, o consumo de álcool a longo prazo, pode provocar dependência, conhecida como alcoolismo.
A ingestão de álcool, mesmo em pequenas quantidades, diminui a coordenação motora e os reflexos, comprometendo a capacidade de dirigir veículos, ou operar outras máquinas. Pesquisas revelam que grande parte dos acidentes são provocados por motoristas que haviam bebido antes de conduzir. Os indivíduos dependentes do álcool podem desenvolver várias doenças. As mais frequentes são as doenças do fígado (esteatose hepática, hepatite alcoólica e cirrose). Também são frequentes problemas do aparelho digestivo (gastrite, síndroma de má absorção e pancreatite), no sistema cardiovascular (hipertensão e problemas no coração). Também são frequentes os casos de poli neurite alcoólica, caracterizada por dor, formigamento e cãibras nos membros inferiores.  

 

Durante a gravidez

O consumo de bebidas alcoólicas durante a gravidez pode trazer consequências para o recém-nascido, sendo que, quanto maior o consumo, maior a chance de prejudicar o feto. Desta forma, é recomendável que todas as grávidas evitem o consumo de bebidas alcoólicas, não só ao longo da gravidez como também durante todo o período de amamentação, pois o álcool pode passar para o bebé através do leite materno.
Cerca de um terço dos bebés de mães dependentes do álcool, que fizeram uso excessivo durante a gravidez, são afectados pela "Síndroma Fetal pelo Álcool". Os recém-nascidos apresentam sinais de irritação, mamam e dormem pouco, além de apresentarem tremores (sintomas que lembram a síndroma de abstinência). As crianças severamente afectadas e que conseguem sobreviver aos primeiros momentos de vida, podem apresentar problemas físicos e mentais que variam de intensidade de acordo com a gravidade do caso.
 
Aparelho Digestivo

Vamos apenas referir-nos às afecções que o álcool directa ou indirectamente causa, no Aparelho Digestivo:
 
Anita
Cátia
Catarina
Inês nº14
Nelson
Carlos nº6
 
8ºB
 
 
 
 
publicado por essmf-8b às 00:10


A Nicotina é o nome de uma substância alcalóide básica, liquido de cor amarela com cheiro desagradável e venenoso, que constitui o princípio ativo do tabaco.Nicotina é o nome de uma substância alcalóide básica, liquido de cor amarela com cheiro desagradável e venenoso, que constitui o princípio ativo do tabaco.

Há milhares de anos as pessoas vêm fumando ou mastigando  folhas de tabaco (o nome científico da planta é Nicotiana tabacum). O tabaco foi encontrado e cultivado pela primeira vez nas Américas, talvez por volta de 6.000 a.C. Após a descoberta e colonização do continente, o tabaco foi amplamente exportado para a Europa continental e outras partes do mundo.A nicotina age sobre os receptores nicotínicos de acetilcolina em pequenas quantidades estimula estes o que causa uma libertação de adrenalina, emoção e em grandes quantidades bloqueia-os sendo esta a causa da sua toxicidade e eficácia como insecticida.

O seu efeito quando consumida como tabaco manifesta-se de duas maneiras distintas: tem um efeito estimulante e, após algumas tragadas profundas, tem efeito tranquilizante, bloqueando o stress. Seu uso causa dependência psíquica e física, provocando sensações desconfortáveis na abstinência. Em doses excessivas, é extremamente tóxica: provoca náuseas, dor de cabeça, vômitos, convulsão, paralisia e até a morte. A dose letal (LD50) é de apenas 0.5-1.0 mg/kg em adultos o que faz dela um veneno muito forte.
Dados estatísticos indicam que há uma clara correlação entre o número de cigarros fumados diariamente e o risco de morte por câncer no pulmão e doenças cardiovasculares. De acordo com a American Cancer Society, "...mais pessoas morrem todos os dias por doenças relacionadas ao fumo do que por AIDS, álcool, acidentes de carro, incêndios, drogas, assassinatos e suicídios juntos." Numerosos estudos comprovam que o consumo de tabaco causa diversos males à saúde, mas, mesmo assim, todos os dias milhares de jovens e adolescentes começam seu caminho à dependência química da nicotina.

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Nicotina

 

 

publicado por essmf-8b às 00:06


 

A cafeína é um alcalóide fannacologicamente activo pertencente ao grupo das metilxantinas. Além do café, está presente na semente de cacau, guaraná, semente de cola e chás. É também muito utilizada na fabricação de alguns medicamentos para estimular a capacidade mental e de alguns analgésicos. A cafeína provoca o aumento do estado de vigília, diminuição da sonolência, alívio da fadiga, aumento da respiração, da liberação de catecolaminas, da frequência cardíaca, do metabolismo e diurese. Ela não interfere na absorção de cálcio da dieta e nem no metabolismo do mesmo e não causa osteoporose em indivíduos normais. É rapidamente absorvida, atinge sua máxima concentração com 1 hora, e é metabolizada no fígado. Possui meia vida plasmática de 3 a 7 horas. A dose letal para uma pessoa adulta pesando 70 kg é cerca de 10g o que equivale a 100 xícaras de café ou 200 latas de coca-cola ou ingerir 50 kg de chocolate. Dependendo da dose de cafeína, poderá ser benéfica ou não para o organismo e seu consumo constante pode levar à dependência física.
A cafeína apresenta-se sob a forma de um pó branco ou pequenas agulhas, que derretem a 238°C e sublimam a 178°C, em condições normais de temperatura e pressão. É extremamente solúvel em água quente, não tem cheiro e apresenta sabor amargo.
A sua rápida acção estimulante faz dela poderoso antídoto à depressão respiratória em consequência de intoxicação por drogas como morfina e barbitúricos.
 
Ana Filomena
Ana Margarida
Carlos Ferreira
Inês Sá
Juliana
Tatiana
8º B
 

 

publicado por essmf-8b às 00:02

Domingo, 26 de Abril de 2009

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por essmf-8b às 23:34

Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

 

Em conjunto com a professora de ciências, nós os alunos do 8ºB estivemos a visualizar os efeitos das drogas na Daphnia.

Para isso fomos buscar as Daphinas que tínhamos num local de conservação na escola, onde eram alimentadas. De seguida colocamos uma Daphnia em cada lamina escavada, uma para cada grupo, fizemos a contagem de batimentos cardíacos em água e depois com a respectiva droga. Durante a experiência tivemos a ajuda da nossa professora de Ciências. No final comparamos os resultados trocando opiniões e também preenchendo os quadros que nos foram entregues que nos levaram a resultados muito interessantes. 

 

 - Modelo Biológico para testar os efeitos das drogas no ritmo cardíaco - Manual do Kit
 -
http://www.visionarium.pt/index.html
 -
http://projectodaphnia.0.blogs.sapo.pt/

publicado por essmf-8b às 18:21


 

Actualmente, os jovens portugueses tem a tendência a consumir substancias psicoactivas cada vez mais cedo, muitas das vezes encarado de forma normal. O consumo de drogas provoca alterações ao nível do sistema nervoso central, resultando em mudanças fisiológicas e ou comportamentais. As drogas estimulantes (cafeína, nicotina), fazem aumentar o metabolismo corporal e as depressoras (álcool) fazem com que um metabolismo corporal diminua, sendo o ritmo cardíaco um óptimo indicador dessas alterações.

Como a Daphnia Magna Straus é um organismo que possui a carapaça transparente permite observar os batimentos ao microscópio e por isso é muito usado neste tipo de estudo.

 

 - Modelo Biológico para testar os efeitos das drogas no ritmo cardíaco - Manual do Kit
 -
http://www.visionarium.pt/index.html
 -
http://projectodaphnia.0.blogs.sapo.pt/

publicado por essmf-8b às 18:13


mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
25

29
30


Últ. comentários
foi uma pena nao ter-mos ganho..quem sabe para pr...
Olá silvia, obrigada pelo comentário.Ainda bem que...
Acho este trabalho muito interressante , e já deu ...
arquivos
2009

subscrever feeds